PANC

Plantas Alimentícias Não Convencionais


PANC é um conceito criado para valorizar a biodiversidade na alimentação, resgatando vegetais que vêm sendo esquecidos pela sociedade nas últimas décadas devido os processos de industrialização e urbanização. Entre as PANC estão frutos, flores, castanhas, hortaliças pouco conhecidas, que surpreendem por seu sabor e possibilidades de uso bastante amplas. A popularização das PANC pode transformar a relação das pessoas com a natureza, estimulando a sua preservação.


Conheça algumas delas

gravata

Gravatá

Cerca viva, planta ornamental e com frutos amarelinhos: conheça o gravatá e seus benefícios.

O termo gravatá é dado a várias espécies de plantas da família das bromeliáceas também conhecidas pelos nomes de abacaxi-de-raposa, caraguatá, caravatá, caroá, caroatá, caruatá, caruatá-de-pau, coroá...

Ora-pro-nobis_1

Ora-pro-nobis

Não se intimide com os espinhos e a aparência ornamental. A ora-pro-nobis vem conquistando cada dia mais pessoas por suas propriedades medicinais e versatilidade no uso.

Pereskia aculeata é popularmente conhecida como ora-pro-nobis, orabróbro, lobrobó ou lobrobô. Seu nome tem científico tem origem do latim e significa “ora por nós”, fazendo referência a uma tradição popular em que as pessoas colhiam a planta no quintal de um padre rezando nessa língua...

tomate_arvore

Tomate de Árvore

Agridoce, suculento e saboroso – estou me referindo ao delicioso tomate de árvore.

Muitas pessoas não conhecem essa fruta ou a chamam por outro nome. Entre suas denominações populares estão tomate-francês, tomate-maracujá, tamarillo e tomate-inglês.

pequi_1

Pequi

Não se espante com os espinhos! O fruto do pequizeiro é um ótimo aliado para a saúde do seu coração.

O pequi é também conhecido por pequizeiro, piqui, piquiá e pequiá, cuja designação representa as árvores do gênero Caryocar, na qual a espécie mais utilizada é a Caryocar brasiliense. Seu nome vem do Tupi e significa “pele espinhenta”.

atemoia_1

Atemóia

Fruta com o formato de coração só poderia ser doce e suculenta.

A atemóia (Annona cherimolia Mill x Annona squamosa L.) foi desenvolvida por cientistas norte-americanos com o intuito de criar uma fruta comercialmente superior a fruta-do-conde e com o sabor da cherimóia. Pertence à família das Anonáceas, que possui cinco espécies de frutos comercialmente...

Cacau_1

Cacau

Considerada a fruta dada diretamente pelos deuses aos homens, o cacau, de tão importante, já foi até moeda de troca.

Nessa época não se fazia do cacau o que conhecemos hoje. Era feita uma bebida de sabor amargo com as sementes torradas e moídas misturadas com água e pimenta...

capuchinha001

Capuchinha

Capuchinha: uma PANC dos “pés à cabeça”. Descubra aqui o porquê.

A capuchinha é uma planta nativa das regiões montanhosas do México, do Peru e também do Brasil. É uma planta ornamental e PANC “dos pés à cabeça”, uma vez que podemos comer suas flores, folhas, frutos, sementes e ramos...

hqdefault

Tamarindo

Apesar de dizerem que é um legume, essa PANC na verdade é uma fruta com diversas propriedades, sendo um excelente laxante natural.

O tamarindo ou tamarino é uma fruta tropical de natureza leguminosa, típica da África do Sul e que foi difundida pela Ásia no período colonial. É conhecido como tâmara da Índia, foi trazido ao Brasil também no período colonial pelos portugueses e se aclimatou muito bem em nosso país, sendo consumido principalmente no Nordeste.

Informação-nutricional-da-mostarda-planta-refogada

Mostarda

Com sua cor verde-escura e bordas dentadas parecendo até que foram recortadas a mão, a mostarda é um dos vegetais folhosos mais nutritivos.

Conhecida como mostarda, mostarda-oriental, mostarda-castanha ou ainda mostarda-da-índia, pertence à família Brassicaceae, que também inclui o repolho, os brócolis e a couve-de-bruxelas.

45496003_264945014168286_8714641739188185006_n

Caruru

Uma planta resistente, que se reproduz com facilidade e possui diversas propriedades medicinais.

A família é grande e composta de diversas espécies, mas hoje vamos falar da Amaranthus deflexus para não confundir com outras alimentícias e medicinais. Aqui é cada uma no seu quadrado, já que há outras plantas cujo nome regional também é caruru, mas pertencem a outras famílias botânicas e possuem características e qualidades diferentes.

ipe-amarelo-beija-flor1

Ipê Amarelo

Que é lindo e exuberante todos sabemos, mas que pode ser comestível é surpresa, não é?

Em tupi, a palavra ipê significa árvore cascuda, por isso está árvore em questão recebeu esse nome. Típica da América Tropical, que vai do México até a Argentina, a planta está presente no Brasil em grandes concentrações, sendo uma das mais belas árvores do país. Resistente e durável, é muito comum vê-la em campos abertos como paisagismo urbano. Preferida pela sua floração e pelo porte não tão alto, que fica em média de 4 a 10 metros de altura, o ipê trata-se, na verdade, de um complexo de nove ou dez espécies com características mais ou menos semelhantes e que possuem flores brancas, amarelas ou roxas.

pitaya

Pitaya

Uma fruta exótica, saborosa e com diversos benefícios para a saúde da pele e do organismo.

Natural da América Central, a Pitaya é bastante consumida em parte da Ásia e cultivada em países como Israel, China e, há alguns anos, no Brasil. O termo que lhe dá nome tem origem indígena e significa “fruta-escamosa”, também conhecida em outros cantos do mundo como fruta-dragão por conta de seu aspecto externo que remete às escamas de um dragão.

gravata

Gravatá

Cerca viva, planta ornamental e com frutos amarelinhos: conheça o gravatá e seus benefícios.

O termo gravatá é dado a várias espécies de plantas da família das bromeliáceas também conhecidas pelos nomes de abacaxi-de-raposa, caraguatá, caravatá, caroá, caroatá, caruatá, caruatá-de-pau, coroá...


Ora-pro-nobis

Não se intimide com os espinhos e a aparência ornamental. A ora-pro-nobis vem conquistando cada dia mais pessoas por suas propriedades medicinais e versatilidade no uso.

Pereskia aculeata é popularmente conhecida como ora-pro-nobis, orabróbro, lobrobó ou lobrobô. Seu nome tem científico tem origem do latim e significa “ora por nós”, fazendo referência a uma tradição popular em que as pessoas colhiam a planta no quintal de um padre rezando nessa língua...

Ora-pro-nobis_1
tomate_arvore

Tomate de Árvore

Agridoce, suculento e saboroso – estou me referindo ao delicioso tomate de árvore.

Muitas pessoas não conhecem essa fruta ou a chamam por outro nome. Entre suas denominações populares estão tomate-francês, tomate-maracujá, tamarillo e tomate-inglês.


Pequi

Não se espante com os espinhos! O fruto do pequizeiro é um ótimo aliado para a saúde do seu coração.

O pequi é também conhecido por pequizeiro, piqui, piquiá e pequiá, cuja designação representa as árvores do gênero Caryocar, na qual a espécie mais utilizada é a Caryocar brasiliense. Seu nome vem do Tupi e significa “pele espinhenta”.

pequi_1
atemoia_1

Atemóia

Fruta com o formato de coração só poderia ser doce e suculenta.

A atemóia (Annona cherimolia Mill x Annona squamosa L.) foi desenvolvida por cientistas norte-americanos com o intuito de criar uma fruta comercialmente superior a fruta-do-conde e com o sabor da cherimóia. Pertence à família das Anonáceas, que possui cinco espécies de frutos comercialmente...


Cacau

Considerada a fruta dada diretamente pelos deuses aos homens, o cacau, de tão importante, já foi até moeda de troca.

Nessa época não se fazia do cacau o que conhecemos hoje. Era feita uma bebida de sabor amargo com as sementes torradas e moídas misturadas com água e pimenta...

Cacau_1
capuchinha001

Capuchinha

Capuchinha: uma PANC dos “pés à cabeça”. Descubra aqui o porquê.

A capuchinha é uma planta nativa das regiões montanhosas do México, do Peru e também do Brasil. É uma planta ornamental e PANC “dos pés à cabeça”, uma vez que podemos comer suas flores, folhas, frutos, sementes e ramos...


Tamarindo

Apesar de dizerem que é um legume, essa PANC na verdade é uma fruta com diversas propriedades, sendo um excelente laxante natural.

O tamarindo ou tamarino é uma fruta tropical de natureza leguminosa, típica da África do Sul e que foi difundida pela Ásia no período colonial. É conhecido como tâmara da Índia, foi trazido ao Brasil também no período colonial pelos portugueses e se aclimatou muito bem em nosso país, sendo consumido principalmente no Nordeste.

hqdefault
Informação-nutricional-da-mostarda-planta-refogada

Mostarda

Com sua cor verde-escura e bordas dentadas parecendo até que foram recortadas a mão, a mostarda é um dos vegetais folhosos mais nutritivos.

Conhecida como mostarda, mostarda-oriental, mostarda-castanha ou ainda mostarda-da-índia, pertence à família Brassicaceae, que também inclui o repolho, os brócolis e a couve-de-bruxelas.


Caruru

Uma planta resistente, que se reproduz com facilidade e possui diversas propriedades medicinais.

A família é grande e composta de diversas espécies, mas hoje vamos falar da Amaranthus deflexus para não confundir com outras alimentícias e medicinais. Aqui é cada uma no seu quadrado, já que há outras plantas cujo nome regional também é caruru, mas pertencem a outras famílias botânicas e possuem características e qualidades diferentes.

45496003_264945014168286_8714641739188185006_n
ipe-amarelo-beija-flor1

Ipê Amarelo

Que é lindo e exuberante todos sabemos, mas que pode ser comestível é surpresa, não é?

Em tupi, a palavra ipê significa árvore cascuda, por isso está árvore em questão recebeu esse nome. Típica da América Tropical, que vai do México até a Argentina, a planta está presente no Brasil em grandes concentrações, sendo uma das mais belas árvores do país. Resistente e durável, é muito comum vê-la em campos abertos como paisagismo urbano. Preferida pela sua floração e pelo porte não tão alto, que fica em média de 4 a 10 metros de altura, o ipê trata-se, na verdade, de um complexo de nove ou dez espécies com características mais ou menos semelhantes e que possuem flores brancas, amarelas ou roxas.


Pitaya

Uma fruta exótica, saborosa e com diversos benefícios para a saúde da pele e do organismo.

Natural da América Central, a Pitaya é bastante consumida em parte da Ásia e cultivada em países como Israel, China e, há alguns anos, no Brasil. O termo que lhe dá nome tem origem indígena e significa “fruta-escamosa”, também conhecida em outros cantos do mundo como fruta-dragão por conta de seu aspecto externo que remete às escamas de um dragão.

pitaya