Monguba



Monguba

Você conhece a money tree ou árvore-do-dinheiro?

Essa é uma bela árvore frutífera que encanta dos pés à cabeça com suas folhas grandes, palmadas, verdes e brilhantes, flores lindas e perfumadas com suas extremidades rosadas e amarelas e seus frutos grandes e compridos semelhantes ao cacau. Essa é a monguba, conhecida também como Munguba, Cacau-selvagem, Castanheira-da-água, Castanheiro-de-guiana, Castanheiro-do-maranhão, Falso-cacau, Mamorana e Mungaba.

Nativa da América Central e do norte da América do Sul, Pachira aquatica é da família Bombacaceae. Pode ser vista facilmente em terras úmidas, ambientes brejosos ou à margem de rios e lagos, por isso o “aquatica” no nome científico da espécie. No Brasil, foi introduzida no paisagismo urbano em São Paulo e no Rio de Janeiro, na década de 1960, graças ao trabalho de Burle Marx. Uma árvore tão rústica e resiliente que se adapta a condições diversas tanto de clima quanto de solo.

Seu fruto marrom e aveludado, parecido com uma espécie de cruzamento do cacau com cupuaçu, abriga sementes que se soltam facilmente e podem ser consumidas mesmo cruas. Com sabor de amendoim e consistência crocante, também podem ser torradas, fritas ou assadas e utilizadas como castanhas ou farinha. São utilizadas nas mais diferentes receitas culinárias na preparação de doces, cremes e tortas. Ainda é pouco consumida pelos brasileiros, mas ao que tudo indica vai ter uma popularidade semelhante à das castanhas. Há locais que já as servem junto com cafés e chocolates. Antigamente a casca era usada na produção de cordas e suas flores para enchimentos de colchões e travesseiros.

Entre os principais benefícios estão:
• Ação antioxidante;
• Expectorante;
• Adstringente;
• Rica em proteínas, lipídeos e sais minerais.

As mongubas têm sido muito utilizadas em decoração internas. De acordo com o feng shui, sua reputação é de atrair dinheiro e prosperidade. Geralmente são vendidas plantas com três ou mais caules trançados para que formem apenas um tronco. Seu cultivo pede um solo fértil, enriquecido com matéria orgânica e com regas regulares, pelo menos até que alcance o porte adulto. Apesar de gostar de solos úmidos, também vai bem em solos mais secos. Podemos dizer que ela é bem adaptável ao ambiente e também ao clima, e somente a falta de luminosidade pode acarretar no amarelamento das folhas. E o melhor: podemos multiplicá-las por estaquias ou sementes.

Você já viu uma dessas por onde passou?

Nome Científico:
Pachira aquatica


Nome Popular:
Monguba


Partes utilizadas:
Castanhas


Castanha de Monguba Torrada
Retire as castanhas do fruto, coloque em uma forma com sal e alecrim.
Não há necessidade de óleo.
Asse em forno pré-aquecido a 150° por 10 minutos, sempre de olho para não queimar.
Essa semente é macia e saborosa, podendo ser comida crua também, sem problemas.