Palma



Palma

Para alguns, um simples cacto espinhoso, para outros, um delicioso refogado!

Opuntia ficus-indica, conhecida como tabaibeira, figueira-do-diabo, figueira-da-Índia, piteira, tuna, figueira-tuna, figueira-palmeira ou palma, é natural do México e cultivada na América tropical e subtropical e nos países mediterrâneos. Da família das cactáceas, essa PANC é rasteira e produz flores e frutos também comestíveis. Seu uso varia desde a alimentação ao gado e humana, cerca-viva, paisagismo e até para a fabricação de corante natural, produzido pela cochonilha, uma espécie hospedeiro da planta.

Na Itália e nos Estados Unidos é vista como relíquia em supermercados, pois além do consumo da planta existe o hábito de comer o fruto, o exótico "figo da índia", com um sabor muito semelhante ao da pera e do melão, bastante aguado, doce e com alto teor de proteína.

No uso culinário é indicado comer apenas plantas novas, que podem ser utilizadas em refogados ou recheios de quiche, empadas, pastéis e até pães. Também é muito conhecida para a produção de doces, principalmente bolos. Já seus frutos rendem sucos, geléias, licores e sorvetes. A precaução é quanto aos espinhos que envolvem todo o cacto, quase invisíveis, por isso é preciso ter cuidado no manuseio. Além dos diversos potenciais alimentícios e paisagísticos, ainda há diversas indicações terapêuticas.

Rica em vitaminas A e B, a palma está em estudo para o combate da desnutrição infantil no Nordeste do país, e já encontraram na planta benefícios para o tratamento de enfermidades como diabetes e problemas digestivos e também um potencial anti-inflamatório.

É bem resistente e adaptável a diferentes climas, sendo uma ótima alternativa de forragem para o gado durante as estiagens. Em formato de cacto suculento, sua altura varia de 1,5 a 3 m. É possível plantá-la em vasos, desde que seja bem intercalado com composto e areia. Vai bem tanto no sol como na sombra e sua rega pode ser com menos frequência, já que ela é resistente e consegue armazenar água em seu interior. Sua florada ocorre de setembro a março e as flores são avermelhadas, imponentes e muito saborosas.

Se você já tinha essa vontade de ter um cacto em casa, agora tem certeza, né?! Afinal, além de ser uma planta decorativa, a palma ainda pode ir para cozinha e compor seu cardápio de receitas com PANC.

Que tal começar hoje a montar o seu novo cantinho para ela?

Nome Científico:
Opuntia ficus-indica


Nome Popular:
Palma-forrageira


Partes utilizadas:
Palma e frutos


Refogado de Palma
Colha com uma pinça as palmas e passe direto no fogo para sapecar os espinhos, pique em tirinhas e ferva em água e bicarbonato para retirar o excesso da "baba".

Refogue alho e cebola no azeite e adicione a palma mexendo sem parar.